China x União Soviética

China e União Soviética não mantinham relações estáveis dentro do mundo socialista. Ora estavam próximas, ora distantes, ora discordavam por diferenças programáticas, ora por rivalidades pessoais entre suas lideranças.

Desde o fim da era stalinista, o líder chinês Mao Tse Tung acusava os soviéticos de revisionistas e de afastarem-se do verdadeiro socialismo. Os soviéticos retrucavam, acusando o líder chinês de déspota e incompetente para solucionar os graves problemas sociais do campesinato chinês. A China e a União Soviética afastaram-se definitivamente na década de 1960, e os Estados Unidos aproveitaram-se desse fato para estabelecer uma política triangular (Estados Unidos, União Soviética, China), que visava enfraquecer o poderio soviético na política internacional, valorizar a China como futuro parceiro e mostrar ao mundo que os soviéticos já não tinham tanto poder.

Dessa forma, por meio de uma estratégia de marketing, os Estados Unidos vendiam a ideia de que a China era mais importante que a União Soviética. Esse processo culminou com a admissão da China na ONU e posteriormente, em 1971, com sua efetivação como membro do Conselho de Segurança.

12345 (1 votes, de: 1,00 out of 5)
Loading...Loading...

Faça um comentário!