Determinismo Biológico

O determinismo biológico é um conceito que afirma que as características físicas e psicológicas do ser humano são determinadas por sua raça, nacionalidade ou por qualquer outro grupo específico a qual ele pertença.

Fazer uso do determinismo biológico é afirmar, por exemplo, que todos os chineses, sem exceção, possuem inteligência acima da média, assim como afirmar que todos os africanos são negros, ou que todos os europeus são brancos.

Mas Como Provar o Determinismo Biológico?

O problema do determinismo biológico é que ele, em alguma época, pregava que as diferenças sociais entre as diferentes classes da sociedade e até questões financeiras e econômicas estariam ligadas a fatores biológicos, o que não é verdade.

O fato é que essa corrente de pensamento determinou a “superioridade” e a “inferioridade” de diversos povos e etnias com base em suas diferenças biológicas, presentes no DNA. Até a propensão à criminalidade, ao alcoolismo e ao fracasso, de acordo com esse determinismo, estaria relacionado com características genéticas.

A própria evolução e o estudo comportamental do ser humano podem demonstrar que, definitivamente, as pessoas não compelidas a terem certo tipo de comportamento porque possuem certos genes ou caracteres biológicos semelhantes a este ou aquele outro. Nada é pré-determinado, tudo que o ser humano pensa e faz é produto do seu aprendizado, do meio em que vive, da cultura que o envolve. Ele sempre está aberto a todas as direções possíveis.

Mas é preciso encarar também outra corrente de pensamento: o ser humano, do ponto de vista de espécie humana como um todo, forma um grupo animal que evoluiu ao longo do tempo, mas que manteve certos aspectos instintivos e um tipo físico característico e identificável. Enfim, somos animais (racionais), com uma série de comportamentos geneticamente construídos e aperfeiçoados no decorrer da história evolutiva comuns a todos.

Mas até isso, para muitos pensadores, atesta a total falta de aprovação do determinismo biológico, pois o ser humano, ao evoluir, livrou-se da natureza e, ao conseguir cultura, largou as suas propriedades animais.

O Pensamento Moderno


Hoje, consideramos que o homem é sim, um resultado de sua cultura e do meio onde teve sua formação social. Uma manipulação criativa de vários tipos de cultura é que permitem invenções e inovações.

Não basta que apenas existam humanos inteligentes, é necessário que o meio em que habitam lhes proporcione uma maior carga cultural, criativa e revolucionária.

Diferenças genéticas e de hereditariedade não definem a importância básica das diferenças culturais e sim suas diversidades culturais e civilizatórias de vários povos e grupos étnicos.

Sobre Cesare Lombroso

Cesare Lombroso (1835-1909) foi um criminalista italiano que afirmava que todas as nossas ações e pensamentos vinham de nossa genética. Relacionou também o nosso físico à tendência à criminalidade. Como resultado de sua pesquisa ele foi criticado e criminalizado.

Curiosidades sobre o Determinismo Biológico

  • Julgar que um português é burro por ter nacionalidade portuguesa;
  • Julgar um japonês inteligente por ter nacionalidade japonesa;
  • Julgar que todo baiano é preguiçoso apenas por nascer na Bahia.

Mais Sobre esse Assunto: