O Que é a Política Monetária?

A política monetária é um tipo de política econômica que controla a quantidade de dinheiro em circulação, das taxas de juros e dos créditos de um país, por meio da autoridade monetária instituída. Simplificando, a política monetária é a ferramenta que os países usam para controlar a sua moeda.

No caso do Brasil, essa autoridade monetária é o Banco Central, que busca equilibrar a oferta da moeda e determina os limites para as taxas de juros, criando meios para reduzir ou estimular o crescimento da economia local.

Leia também:

Instrumentos da política monetária

A autoridade monetária, como o Banco Central, no Brasil, busca meios de fornecer instrumentos para controlar todos esses fatores que envolvem o dinheiro. Desta forma, o órgão utiliza mecanismos para conduzir a oferta da moeda e a taxa de juros. Os principais instrumentos da política monetária são três:

  • Open Market: Essa prática está diretamente relacionada à compra e venda de títulos públicos. Ou seja, o Banco Central pode negociar esses títulos da maneira que achar melhor para o atual momento. A operação tem impacto direto na economia do país, por ser um instrumento de compra e venda direta;
  • Redesconto: É quando o Banco Central empresta certas quantias para as instituições financeiras do país. Essa operação acontece em casos mais graves, visando atender demandas e problemas com liquidez de curto prazo. Por ser uma espécie de empréstimo, ele possui taxas de juros a serem pagas pelos bancos. O mecanismo é de médio prazo, pois depende do pagamento das instituições financeiras;
  • Depósito Compulsório: Esse método de política monetária é voltado para o longo prazo. É um tipo de recolhimento feito pelos bancos, sobre os valores depositados, de um percentual acordado com a política do Banco Central. Deste modo, quanto maior for o tipo de depósito, menor a quantidade de dinheiro disponível nos bancos para financiamentos e a economia como um todo.

Tipos de políticas monetárias

  • Política Monetária Expansionista: Como o próprio nome já diz, é o tipo conceito que busca aumentar o consumo e expandir a economia. Nesse método, o Banco Central aumenta a oferta de moeda ao país e abaixa as taxas de juros, estimulando o consumo e aumentando a demanda por bens e serviços, todavia esse tipo de prática deixa o país sujeito à inflação;
  • Política Monetária Restritiva: Também conhecida como política monetária contracionista, é o método utilizado pela administração monetária para diminuir o Produto Interno Bruto (PIB) e do consumo, ou seja, é o contrário da expansionista. O Banco Central aumenta a taxa de juros, reduzindo o fluxo econômico da moeda. Ela é posta em prática para diminuir a inflação.

Política Fiscal e Monetária

A política econômica de um país é formada pela política monetária em conjunto com a política fiscal. Por meio da junção delas, o Brasil busca uma forma de controlar a forma de gerir o fluxo do dinheiro internamente. A política fiscal nada mais é do que o instrumento que o governo utiliza para planejar o orçamento do Estado, ou seja, é estipulado quanto, onde e quando serão aplicados os gastos do governo.