Sun belt o novo espaço industrial norte-americano

A grande concorrência desencadeada pelo processo de industrialização exige das empresas novas estratégias, voltadas para a redução dos custos de produção, como a terceirização e a desconcentração industrial  deslocamento da fábrica para locais que ofereçam maiores vantagens para a empresa. Nos Estados Unidos, há uma região que abriga muitas das mais avançadas unidades de produção do mundo. Trata-se do Sun Belt, uma extensa faixa meridional que se estende da Flórida à Califórnia.

Sun Belt o novo espaço industrial norte-americano

O primeiro grande impulso de desenvolvimento do Sun Belt ocorreu ainda na década de 1960, com o aumento da extração de petróleo no Texas e o desenvolvimento da indústria aeroespacial na Flórida. Entretanto, a área industrial mais moderna surgiu na década de 1970, na Califórnia, trata-se do Vale do Silício, que congrega uma enorme gama de empresas ligadas às tecnologias características da Terceira Revolução Industrial, como a microinformática, a microeletrônica, a química fina, as telecomunicações, a robótica e a biotecnologia.

Dentre os fatores que favoreceram o desenvolvimento desse sofisticado polo tecnológico, destacam-se dois: a posição geográfica dessa região, nas proximidades do oceano Pacífico, facilita o acesso à bala do Pacífico e, portanto, países importantes, como o Japão.

A existência de centros de pesquisa e universidades que, em parceria com as próprias empresas, promovem a área de pesquisa e desenvolvimento (P&D). Assim surgiu, por exemplo, o Google, um dos mais conhecidos buscadores da internet mesmo não sendo uma indústria propriamente dita, usa sofisticadas tecnologias, típicas da Terceira Revolução Industrial e originárias no próprio Vale do Silício.

Nas outras regiões do Sun Belt, os terrenos mais baratos, as grandes agências governamentais norte-americanas, como a nossa, e a mão de obra barata dos latinos, especialmente dos mexicanos, também foram importantes fatores de atração da atividade industrial. Do ponto de vista territorial, uma das principais consequências do advento desse polo tecnológico foi o surgimento de uma megalópole na costa oeste norte- americana: o eixo urbano-industrial que se estende de San Francisco, passando por Los Angeles, até San Diego (San-San). Também cidades como Houston, Dallas e Atlanta cresceram na esteira do desenvolvimento do Vale do Silício.

Faça um comentário!