Bacias Sedimentares

As Bacias Sedimentares são depressões que decorrem de uma subsidência, ou afundamento do terreno, que passa a receber sedimentos que provêm das áreas altas que o circundam. Presentes em todos os continentes do planeta existem desde os primórdios da Terra, conforme o registro geológico.

Principais Bacias Sedimentares

Elas apresentam, no seu interior, um espesso pacote de sedimentos que diminui de espessura ao se aproximar das bordas e preservam os registros detalhados dos processos tectônicos e do ambiente que lhes deram foram e origem.

São definidas, no entanto, baseadas em uma concepção geográfica, significando uma região que tem como principal característica a acumulação de uma pilha espessa de sedimentos por um longo período no tempo geológico.

Como exemplo, pode ser citada a Bacia do São Francisco, como definição de concepção geográfica, já que possui em seu registro uma sucessão de ciclos de ciclos que incluem margens passivas (sequências Paranoá/Canastra e Macaúbas) e um ciclo de antepaís (Sequência Bambuí). O antepaís é acumulação de sedimentos que provêm de um orógeno e são depositados sobre uma região adjacente relativamente pouco deformada pela tectônica. Estas bacias sedimentares são formadas em escalas de tempo entre milhões e centenas de milhões de anos.

Classificação das Bacias Sedimentares

a) Era da Teoria Geossinclinal, quando foram realizadas as primeiras iniciativas de bacia sedimentares, em 1859, pelo geólogo James Hall, que serviram de base à

b) Era da Tectônica de Placas, na década de 1960, quando foram categorizadas as bacias de acordo com o movimento relativo de placas litosféricas, relação litosfera continental/oceânica e criação de assoalho oceânico. Foram definidos 4 tipos de geossinclinais: Atlântico, Andino, Arco de Ilha e Mar do Japão.

c) Era Moderna, que a partir da década de 1980 trouxe a operacionalidade de novas ferramentas, como a modelagem computacional e sísmica de reflexão profunda, e ainda aperfeiçoando a ferramenta de processamento sísmico. Nesta era, são significativos os avanços na área.

Atualizado em: 27/10/2017 na categoria: Geografia Geral