» » Integralismo

Integralismo

O Integralismo foi um movimento político brasileiro de extrema direita que se inspirava no fascismo, ideologia política ditatorialista extremante autoritária e ultranacionalista que regeu o governo italiano sob o comando do ditador Benito Mussolini entre os anos de 1922 a 1943.

Seu idealizador foi o jornalista Plínio Salgado que posteriormente fundou a AIB (ação integralista brasileira).

AIB era um partido político que tinha como símbolo a letra do alfabeto grego sigma (∑), que também era o símbolo do integralismo, que tinha uma ligação direta com os principais objetivos do integralismo que eram a integração das famílias brasileiras, de modo que a família fosse uma parte do estado fazendo um estado mais forte e consequentemente um país melhor.

Características do Integralismo

Uma das principais características do Integralismo era o espelhamento na ideologia fascista, tanto é que o movimento integralista brasileiro ficou conhecido como fascismo brasileiro. O movimento era caracterizado também pela forte influência cristã, o lema do AIB era “Deus, pátria e família”.

O autoritarismo era também uma característica marcante do movimento integralista, assim também como no fascismo. Protagonizaram vários conflitos de rua em suas manifestações. Portanto era um movimento nacionalista, tradicional, autoritário e com base em preceitos religiosos.

Apesar de serem nacionalistas e autoritários assim como o governo de Getúlio Vargas, o movimento foi amplamente perseguido pelo governo que consequentemente decretou a exclusão do partido. Desde então jamais conseguiram se organizarem novamente com tanta força.

Atualizado em: 05/02/2019 na categoria: Historia do Brasil