» » O Renascimento Cultural

O Renascimento Cultural

O Renascimento Cultural foi um período caracterizado pelo rompimento com os valores da Idade Média e pelo resgate de princípios da Antiguidade clássica, baseados principalmente no antropocentrismo, no individualismo e no racionalismo.

Esse movimento influenciou diversas áreas do saber, principalmente a cultura. Muito do que foi desenvolvido nesse período serviu de base para o conhecimento que possuímos hoje em diversas áreas, e até hoje nossa sociedade sofre grandes influências desse importante período histórico,

Como Surgiu o Renascimento Cultural?

O Renascimento Cultural teve início na Europa, mais precisamente na Itália, lá no século XIV, e durou até meados do século XVI.

A cidade Italiana de Florença é considerada o “berço do renascimento”, por ter sido origem dos maiores nomes do período.

O movimento foi incentivado principalmente pelas classes mais abastadas, principalmente pela burguesia européia, que possuía dinheiro, mas não possuía poder, que estava concentrado nas mãos da Igreja.

A burguesia começou então a patrocinar artistas e cientistas que possuíam uma visão de mundo diferente e que rompia com os dogmas estabelecidos, criando uma nova ordem e forma de pensar na sociedade.

Quais são as principais características do Renascimento Cultural?

A principal característica do Renascimento foi o rompimento completo com a cultura da Baixa Idade Média, focada na Igreja, e a recuperação de valores e pensamentos da Antiguidade Clássica.

Dentro dessa característica principal se destacam o racionalismo, o humanismo, o naturalismo, o hedonismo e o neoplatonismo.

Todas essas características buscavam se opor ao teocentrismo da Igreja, e a explicar os fenômenos da natureza a partir da observação e do método científico.

Atualizado em: 18/09/2018 na categoria: História Geral