» » Os espaços dos indígenas

Os espaços dos indígenas

Quando chegaram ao território brasileiro, os portugueses encontraram aqui diversos povos que habitavam esse espaço havia milhares de anos. Ao longo dos séculos, esses povos tinham acumulado um importante conhecimento do meio ambiente, especialmente sobre o clima, o solo, a vegetação e a fauna. Os povos indígenas ocupavam praticamente todo o território brasileiro.

Os Tupis habitavam a maior parte da Amazônia, a Mata Atlântica, parte do litoral e a parte oriental da caatinga e do cerrado.

A Amazônia era habitada também pelos Tucanos, Aruaque e Caribe. Outro grande grupo, os jê, ocupava o sul da Mata Atlântica e grande parte do cerrado. A maioria dos indígenas se dedicava à agricultura, à caça e à pesca. Poucos eram nômades e todos, com certeza, eram autossuficientes.

Seu cotidiano estava ligado à obtenção de alimentos, à guerra, à produção de armas e instrumentos de caça, pesca e agricultura, à construção de moradias e à realização de rituais, cerimônias e festas. As atividades variavam apenas conforme a idade e o sexo, pois não havia diferenças sociais. Entre eles não existia a noção de propriedade particular: as terras e os frutos do trabalho cabiam igualmente a todos os membros do grupo.

Essa organização harmoniosa dos povos indígenas foi duramente agredida e transformada pelo processo de colonização. Segundo o antropólogo Darcy Ribeiro, cerca de 85 milhões de nativos americanos foram massacrados pelos europeus em menos de duzentos anos.

 

Atualizado em: 27/10/2017 na categoria: Geografia Geral