» » Classificação das cidades

Classificação das cidades

As Cidades podem ser classificadas sob diferentes aspectos como, por exemplo, quanto ao à situação, à função e à origem. Quanto ao sítio. Sítio urbano é o local (no sentido topográfico) onde a cidade nasceu, é o ‘‘assoalho’’ da cidade. Assim temos, por exemplo, cidades cujo sítio é uma acrópole ou colina (Atenas e São Paulo), uma planície (Manaus e Paris), um planalto (Brasília e Madri) ou uma montanha (Campos do Jordão e Serra Negra).

Quanto à situação. Situação urbana é a posição que a cidade ocupa em relação aos fatores naturais ou geográficos da sua região. A posição da cidade normalmente exerce grande influência no seu desenvolvimento. Considerando, então, esse aspecto, temos, por exemplo, cidades fluviais (Paris e Manaus), de entroncamento ferroviário (Chicago e Bauru), marítimas (Amsterdã e Rio de Janeiro) e entre o litoral e o interior de uma região (Campina Grande e Caruaru). O sítio e em especial a situação urbana (posição geográfica) têm grande importância no desenvolvimento das cidades. Por exemplo, uma cidade de sítio plano e bem posicionada em relação a fatores como estradas, portos, matérias-primas e meditados consurnidoms tem muito mais condições de se desenvolver que outra cidade carente dessas condições. Se estudarmos as razões do grande desenvolvimento da cidade de São Paulo, por exemplo, veremos que sua posição geográfica foi um fator decisivo desse desenvolvimento.

Quanto à função. A função de uma cidade é definida por sua atividade básica ou principal. Por exemplo, a cidade de Paranaguá (PR) vive da atividade portuária e Ouro Preto, do turismo. Sob esse aspecto, as cidades são classificadas em comerciais (Londres, São Paulo e Campina Grande), industriais (Detroit, Volta Redonda, São Bernardo do Campo), administrativas (Washington e Brasília), religiosas (Vaticano), militares (Pearl Harbor e Resende), turísticas (Las Vegas e Olinda) etc.

Quanto à origem. Sob esse aspecto, as cidades são classificadas em deis tipos: espontâneas e planejadas. Espontâneas são aquelas que surgiram naturalmente a partir de pequenos micélios ou povoados (uma fortificação, uma capela, uma aldeia indígena, uma área de mineração etc.). Desse tipo é a quase-totalidade das cidades. As planejadas são aquelas surgidas a partir de um plano previamente elaborado. Exemplos: Madri, Washington e Brasília.

Atualizado em: 27/10/2017 na categoria: Geografia Geral