As treze Colonias Inglesas da America do Norte

A colonização dos Estados Unidos desenvolveu-se durante o século XVII, quase um século depois da colonização portuguesa e espanhola na América. A procura de liberdade religiosa, os conflitos políticos na Europa, a procura de melhores condições devida e o crescimento do comércio, foram as principais razões que motivaram a vinda de grandes levas de colonos, principalmente ingleses, para a América do Norte, fixando-se na costa do Oceano Atlântico, fazendo surgir as treze colônias inglesas.

Na região mais ao norte, situavam- se as colônias de Massa cbusetts, New Hampshire, Rhode Island e Connecticut.

No centro, encontravam-se Nova York, Pensilvânia, Nova Jersey e Delaware e mais ao sul, Virginia, Maiyland, Geórgia, Carolina do Norte e Carolina do Sul.

Estas colônias estavam sujeitas às regulamentações do sistema colonial mercantilista, mas seu desenvolvimento fugiu dos padrões do sistema colonial, pois nem todas eram produtoras de matéria-prima ou consumidoras de produtos manufaturados da metrópole.

As colônias do sul eram grandes propriedades produtoras de algodão com mão de obra escrava, mas o mesmo não acontecia com as do centro e as do norte, onde a economia se baseava na policultura desenvolvida em pequenas e médias propriedades e no comércio de produtos excedentes dessa produção, que nem sempre estimulava trocas com a metrópole.

Os produtos ingleses que eram consumidos pelas treze colônias inglesas eram manufaturados encarecidos pelo fato de os navios voltarem vazios à Inglaterra. Logo, essas colônias passaram a desenvolver uma pequena indústria, mesmo contrariando os princípios do colonialismo. Essa produção comercializada tornou as colônias economicamente mais.

12345 (13 votes, de: 4,31 out of 5)
Loading...Loading...

Faça um comentário!