» » Movimentos Separatistas

Movimentos Separatistas

Os movimentos separatistas são mobilizações que buscam a independência de determinados territórios, sejam no Brasil ou no mundo, por razões econômicas, políticas, religiosas ou culturais. Na prática, os movimentos separatistas causam a desintegração de parte do território nacional, que passa a ser considerada uma nova nação ou Estado.

Princípio da autodeterminação dos povos

O conceito de autodeterminação dos povos, elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU), é central nos movimentos separatistas, já que indica o direito de os povos terem liberdade para poder decidir a sua situação política.

Sendo assim, a sociedade pode lutar pelo autogoverno e os estados por sua independência em relação ao governo central.

Como faz parte da ideia de democracia, a separação, de fato, só pode ocorrer se houver consenso entre a maioria, o que é medido por meio de plebiscito popular ou referendo.

Apesar de a ONU defender essa autodeterminação dos povos, a legislação da maioria dos países prega a “indissolubilidade dos estados”, inclusive no Brasil.

Movimentos separatistas no Brasil

No Brasil, já foram levantados em diversas ocasiões, como nos casos da Inconfidência Mineira (1789) e da Revolução Farroupilha (1835-1845), que brigavam pela independência de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul, respectivamente.

Atualmente, há outros movimentos separatistas em curso no país:

  • Amazônia Independente: busca a emancipação dos estados da região Norte;
  • Frente Libertária Nordeste Livre: quer a independência dos estados do Nordeste;
  • Movimento São Paulo Independente: busca a separação do estado paulista;
  • O Sul é Meu País: briga pela independência dos estados do Sul brasileiro.

Movimentos separatistas no mundo

No mundo, há outros territórios que lutam por independência. Um dos que mais se falou nos últimos tempos foi a independência da Catalunha, que busca autonomia em relação ao governo central da Espanha.

Já no Reino Unido, a Escócia também luta por independência. Já a Córsega é outro território que quer se separar da França. A Crimeia, por sua vez, quer se separar da Ucrânia e se unir à Rússia, e, por esse motivo, vem experimentando conflitos entre ambos os países desde 2014.

Atualizado em: 16/02/2019 na categoria: Geografia Geral