Quebra-cabeça para Imprimir

Um jogo bastante conhecido e que pode nos oferecer muita diversão, além de trabalhar habilidades diversas, é o Quebra-cabeça. E para te ajudar a fazer uso dele, reunimos abaixo opções prontinhas para imprimir, olha só:

Como trabalhar com Quebra-cabeça na Educação infantil?

Sabemos que durante a educação infantil as atividades são uma ótima opção, principalmente aquelas capazes de ganhar a atenção das crianças, como é o caso do Quebra-cabeça, visto que nessa fases os jogos já passam a ganhar uma maior relevância.

Nesse caso, o ideal é que você faça atividades conjuntas com toda a turma, o que pode envolver até mesmo o processo de fazer o quebra-cabeça a partir de recortes no formato correto. É claro que podem acontecer erros, mas esse será o momento de demonstrar a importância de seguir tentando.

Após isso, pode reunir duplas, por exemplo, e pedir para que encaixem corretamente o desenho do quebra cabeça. Esse é um momento onde vão deixar aparelhos tecnológicos de lado para trabalhar em equipe, trabalhando a mente e outras habilidades.

Veja Também: Jogo da Memória para imprimir

Quais habilidades estão associadas ao Quebra-cabeça?

Por sinal, já que mencionamos habilidades, vale frisar que muitas delas estão associadas ao Quebra-cabeça, inclusive ligadas aos próprios pontos estabelecidos pela BNCC (Base Nacional Comum Curricular) para serem trabalhadas em sala de aula.

Dentre elas, podemos mencionar principalmente:

  • Habilidades motoras;
  • Concentração;
  • Trabalho em equipe;
  • Criatividade;
  • Resolução de problemas;
  • Lógica.

Quebra-cabeça para Imprimir

1. Reconhecer diferentes elementos é um dos pontos bem legais de trabalhar o quebra-cabeça com crianças. Nesse caso, a tarefa é identificar os dinossauros.

2. Há ainda a possibilidade de memorização em casos onde o quebra cabeça será montado pelos alunos desde a etapa de recorte.

3. Assim, será preciso se atentar aos detalhes e possibilidades de encaixe, sendo necessária bastante lógica para chegar ao resultado final.

4. Ainda tem uma forma ainda mais divertida de fazer a atividade, com um desenho perfeito para ser colorido!

5. Outro detalhe que pode variar é a quantidade de peças. O ideal é que elas sejam pensadas de acordo com a idade dos seus alunos.

6. Por exemplo, mais de doze peças são indicadas somente para crianças com mais de 4 anos, que estão em uma outra fase cognitiva.

7. Em uma fase inicial onde os alunos ainda não estão familiarizados com a atividade, as peças podem ser retas.

8. Com recortes quadrados como esses fica mais fácil unir as peças. Por outro lado, também não trabalha tanto as atividades motoras.

9. Desenhos já conhecidos podem chamar ainda mais atenção dos alunos, além de facilitar a identificação dos detalhes.

10. Tem ainda opções de desenhos fofos e caso seja uma turma muito grande, pode deixar que os alunos escolham seu quebra-cabeça preferido.

Atualizado em: 04/07/2023 na categoria: Atividades