Principais características do Brasil Colônia, Império e República

Com uma história que já perdura por mais de cinco séculos, o Brasil esbanja uma variedade geográfica e cultural riquíssima, hoje em dia, muito por conta de todos os capítulos que já foram contados e registrados.

Desde que as caravelas lusitanas aportaram no litoral brasileiro, em 1500, os acontecimentos históricos no país foram divididos em registros dos seguintes períodos: Colônia, Império e República.

O período do Brasil Colônia

O Brasil Colônia é contado a partir da descoberta do país e se estende até a chegada da Família Real portuguesa em território tupiniquim.

A época colonial é contada a partir dos primórdios de organização lusitana, até a preparação para acomodar a nobreza e monarquia europeia. Se vilas formavam as concentrações demográficas, até então, cuja economia era fundamentada, essencialmente, na produção de açúcar para exportação, a família portuguesa traria, posteriormente, bancos, bibliotecas, métodos de ensino e outros órgãos regularizadores.

As características do Brasil Império

Com a chegada da Família Real, o rei Dom João VI não tardou a deixar a sua colônia sul-americana nas mãos do filho, o príncipe regente, Dom Pedro I.

Esse período, contudo, foi marcado por uma série de conflitos e revoltas que visavam a abolição da escravatura e a independência do país. O próprio I não durou no poder, por conta de tantos oposicionistas, e abriu caminho para o filho, D. Pedro II, a reger o Brasil.

Com ele, o Brasil chegou, enfim, aos acontecimentos que marcaram o fim do regime escravista e, posteriormente, nos processos que levaram o Marechal Deodoro da Fonseca a proclamar a República, no ano de 1889.

A República brasileira

Trata-se do período que compreende desde 1889 até os dias atuais, com um breve recesso entre os anos de 1964 e 1985, que compreendeu o poder nas mãos dos militares, e que aborda todas as revoluções acontecidas no país, até então.

Atualizado em: 27/10/2017 na categoria: Historia do Brasil