Nazismo – Princípios e Contexto Histórico

O Nazismo foi um regime totalitário com uma forte ideologia criada por Adolf Hitler em 1920, na Alemanha, juntamente com a fundação do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, baseado em princípios como:

  • Totalitarismo – característica dos governos onde o Estado é comandado apenas por uma única pessoa;
  • Antiliberalismo – defesa do Estado mínimo, onde o mesmo não poderia intervir no governo e nas políticas econômicas e sociais;
  • Anticomunismo – Hitler pregava o ódio e a morte dos comunistas, além da destruição da União Soviética;
  • Nacionalismo extremo – valorização em excesso do próprio país, que era considerado superior aos demais e modelo de organização e desenvolvimento;
  • Militarismo – consideração da guerra como o instrumento necessário ao expansionismo, ao fortalecimento dos indivíduos e do povo de uma nação;
  • Superioridade racial – a raça ariana (branca) era considerada a única superior a todos os povos existentes. O ódio era pregado e, juntamente com ele, perseguições eram feitas a homossexuais, ciganos, judeus (antissemitismo), negros, eslavos e tantos outros povos.

Mais Sobre esse Assunto:

Contexto Histórico – O que Favoreceu o Surgimento e Ascenção do Nazismo?

Em 1920, a Alemanha estava mergulhada em uma grave crise econômica e, sobretudo, moral, pois havia sido derrotada na Primeira Guerra Mundial, o que foi oficializado através da assinatura do Tratado de Versalhes pelos países vencedores, em 1919.

Através do Tratado, foram impostas diversas sanções ao país, incluindo a perda de territórios ocupados, perda das colônias e ainda a proibição da produção de armamento pesado.

Essa atmosfera após a derrota deixou o povo alemão com um enorme ressentimento em relação aos outros países, fator que só contribuía para o crescimento do nacionalismo exacerbado na Alemanha.

Foi nesse contexto que o Partido Nazista foi idealizado e surgiu defendendo a existência de um estado forte, atribuindo a derrota alemã, na Primeira Guerra, ao governo. A partir daí, foi criado uma força paramilitar da organização, a SA (Sturmabteilung., que significa “Tropas de Assalto”, em português), que ficou conhecida como “camisas marrons”.

Em 1923, os nazistas do sul da Alemanha, mais precisamente de Munique, tentaram aplicar um golpe de Estado, mas o mesmo fracassou e Hitler, que era o líder, foi preso.

Hitler, durante o período em que ficou preso, escreveu uma obra intitulada de Mein Kampf (Minha Luta), que versava sobre todos os princípios fundamentais do nazismo já ditas anteriormente: nacionalismo, militarismo, racismo, anticomunismo, antiliberalismo e antissemitismo (ódio e perseguição aos judeus), pois, segundo Hitler, esse povo era o culpado pela situação econômica do país.

Como a Crise de 1929 Favoreceu a Ascensão Nazista?

A Crise de 1929 trouxe consequências devastadoras para o cenário econômico da Alemanha, como o aumento do desemprego e da inflação. Foi em meio a essa turbulência que o Partido Nazista agradou uma grande parcela da população alemã com seu discurso inflamado e radical, que afirmava e prometia que, com a implantação de um Estado forte, o país voltaria a crescer novamente.

Chegada dos Nazistas no Poder

Em 1932, os nazistas conseguiram 38% dos votos nas eleições parlamentares e, no ano consecutivo, Hitler foi nomeado primeiro ministro pelo presidente Paul von Hindenburg.

Com a entrada dos nazistas no poder, a oposição foi eliminada e então Hitler foi proclamado Führer (líder) da Alemanha, uma espécie de chefe supremo e único. Começava então o Terceiro Reich (Terceiro Império): período em que Hitler comandou o país.

Leis de Nuremberg

As leis de Nuremberg foram instituídas em 1935, e determinavam a segregação racial entre os judeus e arianos – a “raça” pura, branca e perfeita, que, segundo os ideais nazistas não deveria se misturar com outras consideradas imperfeitas.

Mais um princípio do regime nazista começava a ganhar força: o racismo, que culminou na perseguição e morte de judeus (antissemitismo), homossexuais, ciganos, deficientes físicos e mentais. A Gestapo (polícia política nazista) era quem comandava e realizava essas perseguições.

Foi nesse período que surgiram os terríveis campos de concentração com a chamada “Solução Final“, que era nada mais que eliminar, em massa, todos esses povos perseguidos nas câmaras de gás, prática que culminou no Holocausto, onde mais de 6 milhões de pessoas morreram nos campos de concentração, dentre elas, a maioria de judeus.

teoria do espaço vital (Lebensraum) era outro princípio ideológico do nazismo, que ditava que a raça ariana deveria ser a única existente em todo o território alemão, com o lema propagado por Hitler: Um povo, um império, um guia.”.  

Esse preceito justificava a invasão alemã a alguns territórios, como os Sudetos, na Tchecoslováquia. Seguindo esse ideal, a Alemanha nazista invadiu a Polônia, em primeiro de setembro de 1939, o que culminou no início da Segunda Guerra Mundial.

A propagando nazista possuía cunho ideológico fortíssimo, e difundia suas ideias e ideais através da imprensa e dos meios de comunicação e cultura, como rádio e cinema, que eram controlados por Joseph Goebbels, ministro da propaganda.

O próprio Hitler era amante da arte clássica e condenava a arte moderna, que considerava degenerada. Toda a arte produzida durante o Terceiro Reich devia seguir o mesmo padrão: realismo e representação do homem ariano em toda sua perfeição. O artista que não seguisse esse conceito era considerado inimigo do regime nazista e proibido de expor e vender seus trabalhos.

Sobre Adolf Hitler

Adolf Hitler, nasceu em 1889, na Áustria, e foi soldado de combate na Primeira Guerra, fazendo parte da Tríplice Aliança. Após a derrota do país na Primeira Guerra Mundial, Hitler ingressou em um grupo formado por ex-soldados, composto por pessoas simples da classe média alemã e de trabalhadores.

Foi aí que ele desenvolveu sua ideologia nazista, tendo como alvo o resgate da dignidade política e econômica da Alemanha, a volta do passado glorioso onde o país já havia sido protagonista de dois grandes impérios. A fundação do Partido Nazista foi o suporte político ideal para a ascensão do nazismo e surgimento do “Terceiro Império” (Terceiro Reich).

Atualizado em: 20/08/2018 na categoria: História Geral