As paisagens terrestres: um resultado de interações

Durante milhões de anos, as paisagens terrestres foram realidades apenas naturais, resultantes da interação de inúmeros elementos que deram origem aos componentes da natureza, como o relevo, o clima e a vegetação. O desenvolvimento da vegetação, por exemplo, foi determinado, sobretudo, pelas condições climáticas.

Desse modo, nas regiões mais frias, os vegetais se adaptaram à escassez de água e à fraca luminosidade. Por isso, nessas regiões, ocorre uma menor variedade de espécies vegetais, geralmente pouco exuberantes do ponto de vista visual, mas com funções vitais para a manutenção do equilíbrio ambiental.

Nas regiões mais quentes, a intensa luminosidade, associada à disponibilidade de água em estado líquido, permitiu que surgissem espécies mais exuberantes aos olhos do ser humano. É comum, nessas regiões, encontrarmos gigantescas florestas, compostas por uma infinidade de espécies.

Com a evolução do planeta, essas formações vegetais foram se adaptando a inúmeras transformações naturais. Após o aparecimento do homem, este passou também a modificar as paisagens terrestres.

Atualizado em: 27/10/2017 na categoria: Geografia Geral