» » Guerras civis no Brasil

Guerras civis no Brasil

A história do país é incrivelmente rica, em detalhes, e diversificada, com séculos de conflitos armados, resistências, mão de obra escrava e explorações múltiplas do que o Brasil tinha a oferecer – desde o seu solo, com a cana-de-açúcar, pau-brasil e o café, por exemplo, até minerais diversos, como o ouro, por exemplo.

Mas existe outra história brasileira, que foi se desenvolvendo a partir da independência proclamada no país e, posteriormente, com a proclamação da República. A história de desenvolvimento nacional, que culminou em uma série de guerra civis no Brasil, que abordaremos logo a seguir.

Mas o que é uma guerra civil?

Para se compreender quais seriam os conflitos armados que tomaram forma no país, e foram caracterizados como guerras civis, vamos compreender o conceito em sim, primeiramente.

Elas ocorrem, necessariamente, entre grupos organizados dentro do mesmo estado-nação ou república. Pode ocorrer, inclusive, mas em raras ocasiões, entre dois países criados a partir de um Estado-nação, antigamente unido.

As guerras civis tomam forma por diferentes razões, seja pelo modelo de governo dominante, que visa assumir o controle de determinada região para alcançar a sua independência, ou em revolta às políticas atuais para depor o governo no poder.

Guerras civis no Brasil

Uma série de guerras civis já ocorreu no Brasil, como por exemplo, as duas que citaremos logo abaixo:

Guerra dos Farrapos: também conhecida como Revolução Farroupilha, que teve caráter republicano contra o governo imperial. Ela resultou na independência da província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Ocorrida entre os anos de 1835 e 1845.

Guerra de Canudos: um dos conflitos armados mais notórios da história do país, a Guerra de Canudos ocorreu no interior do estado da Bahia, entre o Exército Brasileiro e um movimento popular sócio-religioso que tinha como a figura de líder Antônio Conselheiro.

Atualizado em: 27/10/2017 na categoria: Historia do Brasil